BlogPrecatórioAdiantamento de precatórios – É verdade que idosos tem preferência?

Adiantamento de precatórios – É verdade que idosos tem preferência?

Adiantamento de precatórios – É verdade que idosos tem preferência?

Adiantamento de precatórios – É verdade que idosos tem preferência?

Sim, é verdade! O Artigo 100 da Constituição Federal prevê uma condição especial para idosos.

Como já vimos anteriormente, o precatório é uma dívida de poder público, sendo assim, é devida por um órgão público ou autarquias. Mas o que isso significa? Que o processo todo está envolto em uma burocracia.

A prioridade pode ser ativada para agilizar um processo ou posicionar o precatório na ordem de pagamento. O pedido é feito ao juiz em qualquer fase do processo!

Mas quem ganha esta prioridade?

A prioridade no pagamento dos precatórios de exclusividade de:

– Idosos;

– Deficientes;

– Portadores de doenças graves. (As doenças graves estão detalhadas no artigo 6º, capítulo XIV, da lei nº.N 7713/88).

A ordem de prioridade no pagamento destes precatórios consiste em:

Precatório Alimentar:

Portador de Doença Grave ou Portador de Deficiência: por ordem de requerimento judicial que reconhece tal prioridade ou data de expedição de precatório;

Precatório Alimentar – Idoso

Por ordem da data de expedição do precatório;

Precatório Comum – Idoso:

Por ordem da data de expedição do precatório;

Precatório Comum:

Seguindo a ordem cronológica de apresentação do precatório àqueles que não sejam idosos.

Existe privilégios entre idosos?

A resposta é sim!

Aqueles com mais de 80 anos têm sim o direito aos maiores privilégios. Por isso, criou-se mais flexibilidade nas taxas de precatório em 2017. Mas, como existem diversos processos abertos contra órgãos públicos, é preciso que se acompanhe cada caso de perto para não perder datas e saber quando alguma ação é necessária.

Quais os documentos necessários para o processo?

Adiantamento de precatórios – É verdade que idosos tem preferência?

Para idosos o caminho é mais fácil.

Documentos oficiais com foto, como RG, carteira de habilitação ou de trabalho podem ser apresentadas como prova para o adiantamento do pagamento do valor. Em outros casos pode ser apresentada a necessidade de abaixo-assinados, por exemplo.

O que acontece se o beneficiário falecer?

Se o beneficiário falecer durante o processo a prioridade estende-se ao cônjuge vivo ou ao companheiro em união estável, nos termos do artigo 1048.º, n.º 3 do código de processo penal.

Mas muita atenção: a prioridade não se estende aos herdeiros.

Quantas vezes a prioridade pode ser concedida em um mesmo processo?

Apenas uma!

Por mais que o credor cumpra mais de uma premissa constitucional para a concessão da vantagem, o direito de prioridade não pode ser concedido mais de uma vez no mesmo procedimento preliminar.

Ou seja, se for um idoso com uma doença grave ou deficiência, ele não poderá pedir adiantamento para mais de um dos casos citados acima.

Ainda está com dúvidas? A Addebitare tem profissionais com mais de uma década de mercado, prontos para te atender e estudarem as melhores condições e soluções para o seu processo.

Entre em contato conosco!



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Estamos no maior cartão postal de São Paulo!

Localizados estrategicamente na Avenida Paulista, 2421, desfrutamos de uma posição privilegiada no coração de uma das regiões mais prestigiadas da cidade.

Av Paulista 2421, 5º Andar, Bela Vista, São Paulo - SP

Receba uma proposta sem compromisso:

Addebitare Capital S.A CNPJ -42.476.570/0001-00

Todos os direitos reservados

This is a staging environment